fbCriar mercados para quem precisa de educação, emprego e renda MIT Sloan Review Brasil

Inovação

5 min de leitura

Criar mercados para quem precisa de educação, emprego e renda

Qual é o valor da escolaridade quando muitos dos educados estão desempregados ou têm baixa renda? Ao responder a pergunta, o Mind Lab desenvolveu uma estratégia de geração de renda e de mercado, fomentando uma cultura de inovação

Colunista Christimara Garcia e Efosa Ojomo

Christimara Garcia e Efosa Ojomo

26 de Novembro

Compartilhar:
Artigo Criar mercados para quem precisa de educação, emprego e renda

Qual é o valor da escolaridade em um País onde muitos que são educados estão desempregados e sofrem para ter seu “ganha-pão”? Essa é a pergunta que incomodou Valmir Pereira, diretor-presidente do Mind Lab.

Desde 2012, o desemprego no Brasil mais do que dobrou, passando de 6% para 14%. Ainda pior é o fato de que quase seis milhões de pessoas desistiram de procurar trabalho porque não acreditavam que poderiam encontrar um.

Essa realidade começa a ter efeito nas próximas gerações, já que 36% dos brasileiros de 18 a 24 anos não estão nem na escola, nem empregados. Esses números são insustentáveis à medida que o País continua a lidar com as consequências econômicas e sociais causados pela pandemia da covid-19. Contudo, o Mind Lab foi projetado para reverter essa tendência.

Chegando ao Brasil em 2006, o Mind Lab pesquisa e desenvolve tecnologias educacionais inovadoras para o desenvolvimento de habilidades e competências cognitivas, sociais, emocionais e éticas. No entanto, o trabalho da organização não para por aí. Ancorando a missão da organização na pergunta acima mencionada — qual é o valor da escolaridade quando muitos dos educados estão desempregados? — Pereira construiu o Mind Lab para se concentrar não apenas na educação das pessoas, mas também em conectá-las com oportunidades de renda e emprego. Ele faz isso por meio de sua plataforma, a eduK.

Em síntese, a plataforma Mind Lab eduK pode ser dividida em duas categorias: eduK Cursos e eduK Solução para geração de renda. O eduK Cursos é uma plataforma de ensino online que oferece programas profissionalizantes usando uma metodologia única que ajuda as pessoas a aprender rapidamente.

Aprender "rápido" é importante, porque a maioria das pessoas que se inscrevem nos cursos da eduK não têm o luxo de passar anos de suas vidas em universidades caras para conseguir um diploma que não necessariamente gerará uma oportunidade emprego ou renda para eles. Atualmente, a plataforma abriga 3.200 cursos, 1.100 especialistas e mais de 8 milhões de inscritos.

Estratégia para gerar rendar e criar mercado

A fórmula secreta para ajudar as pessoas a encontrar trabalho ou renda é a solução de geração de renda da eduK. A plataforma tecnológica conecta as pessoas a oportunidades de geração de renda ou emprego.

À primeira vista parece simples, mas em um País onde o governo gasta mais anualmente com o preso médio em um presídio federal (aproximadamente R$ 30 mil) do que com o aluno médio no ensino superior, esta é uma solução muito necessária para endereçar os problemas relacionados a aprendizagem e ao emprego.

Até o momento, mais de 60 mil pessoas passaram pelo programa de solução de geração de renda da eduK, com mais de 10 mil tendo acesso a novas fontes de renda. Para fazer isso funcionar, o Mind Lab está inscrevendo empresas para fazer parte da plataforma também.

Pesquisas do Instituto Christensen chamam o que o Brasil está experimentando de não consumo. O não consumo representa um fenômeno pelo qual milhões de pessoas não podem consumir um produto ou serviço que os ajude a progredir. As barreiras ao consumo são tipicamente dinheiro, tempo, habilidade, disponibilidade e, em alguns casos, cultura. Esse não consumo leva à pobreza e pode ser devastador para um país. Diante deste contexto, no Brasil, o que o Mind Lab está construindo é chamado de inovação criadora de mercado.

Inovações que criam mercado transformam produtos complicados e caros em produtos simples e mais baratos, favorecendo que diversas pessoas possam acessá-los. Elas são únicas em sua capacidade de gerar empregos porque muitas mais pessoas se beneficiam do novo mercado criado. E, por sua vez, demandando que novas pessoas sejam contratadas para entregarem o novo produto ou serviço.

Inovações criadoras de mercado também geram impostos. Governos precisam de impostos para administrar países, e a criação de novos mercados que atendam a muito mais pessoas, favorecendo a geração de impostos, receitas tão necessárias.

Cultura de inovação

Por fim, essas inovações são únicas para a mudança de cultura de uma nação, e isso é importante especialmente para países como o Brasil. Quando uma inovação torna um produto simples e acessível, como a eduK, muitas outras empresas focam neste novo mercado.

Comumente, a consequência desse processo é o impulsionamento e a implementação de novas regulamentações e instituições, conscientizando a importância da educação profissional a qual ainda não é regulamentada no Brasil, e ainda não dispõem de alocação de recursos financeiros públicos. Esse processo faz com que as pessoas acreditem que mudanças e progressos são possíveis.

Em um país como o Brasil, onde milhões de pessoas parecem estar perdendo a esperança por causa das difíceis perspectivas de emprego e geração de renda, organizações como o Mind Lab estão infundindo uma dose saudável de esperança no país. À medida que essa inovação continua a se espalhar, mais brasileiros não só terão a oportunidade de aprender rápido, mas também terão a chance de gerar renda para ajudá-los a progredir em suas vidas.

A educação é um problema incrivelmente difícil de resolver em grande parte porque, ao contrário da maioria dos outros serviços, é tanto um meio para um fim e um fim em si mesmo.

Comemoramos quando as pessoas se formam na faculdade mesmo que não tenham aprendido muito ou não tenham emprego. Nenhuma pessoa celebra alguém que visita um hospital, paga a conta e deixa o hospital doente. As inovações do Mind Lab estão resolvendo o problema da educação no Brasil, e, por essa ótica, o futuro é brilhante.

Gostou do artigo da Christimara Garcia e do Efosa Ojomo? Saiba mais sobre inovação e criação de novos mercados assinando nossas newsletters e ouvindo nossos podcasts na sua plataforma de streaming favorita.

Compartilhar:

Colunista

Colunista Christimara Garcia e Efosa Ojomo

Christimara Garcia e Efosa Ojomo

Efosa Ojomo é um pesquisador sênior no Clayton Christensen Institute, onde lidera a pesquisa do núcleo de Prosperidade Global. Já Christimara Garcia é a fundadora da Catalyze Innovations Initiative, um Action Tank com a missão de promover inovações criadoras de novos mercados no Brasil. Efosa e Christimara desenvolvem uma parceria entre o Clayton Christensen Institute e a Catalyze Innovations Initiative com o intuito de ilustrar o poder que as inovações criadoras de mercado têm sobre organizações e sociedade na promoção de desenvolvimento socioeconômico e da prosperidade.

Artigos relacionados

Imagem de capa Qual a visão dos clientes sobre tecnologias de autosserviço?

Business content

17 Dezembro | 2021

Qual a visão dos clientes sobre tecnologias de autosserviço?

As visões sobre tecnologias de autoatendimento podem ser substancialmente diferentes entre gestores do negócio e seus clientes

Sheryl E. Kimes e Joel E. Collier

7 min de leitura

Imagem de capa 6 sinais de mudança para o sucesso das empresas (parte 2 de 2)

Tecnologia e inovação

24 Novembro | 2021

6 sinais de mudança para o sucesso das empresas (parte 2 de 2)

Reestruturação de supply chain, virtualidades reais e atenção à ciência estão entre as transformações obrigatórias para empresas que desejam estar preparadas para o futuro

Rodrigo Oliveira

4 min de leitura

Imagem de capa 6 sinais de mudança para o sucesso das empresas (parte 1 de 2)

Inovação

17 Novembro | 2021

6 sinais de mudança para o sucesso das empresas (parte 1 de 2)

Visão de futuro, descentralização das decisões e aposta em propósitos sustentáveis são algumas das características das organizações preparadas para enfrentar o mundo BANI

Rodrigo Oliveira

4 min de leitura

Imagem de capa O futuro da governança corporativa nas mãos das startups

Inovação aberta

10 Novembro | 2021

O futuro da governança corporativa nas mãos das startups

Para crescer e alcançar o grande mercado de capitais, startups já nascem com uma cultura de governança; isso indica aos setores e ecossistemas de negócios os caminhos para a construção de uma governança corporativa transparente e objetiva

Marcelo Botelho da Costa Moraes

4 min de leitura