fb

2 min de leitura

Paper investiga a onda de inovação em meios de pagamento

Investigação conduzida pela __MIT Sloan Review Brasil__ em parceria com a CI&T explica as mudanças que vêm tomando mudando a face do setor financeiro (e do não-financeiro também)

Redação MIT Sloan Review Brasil

25 de Novembro

Compartilhar:
Artigo Paper investiga a onda de inovação em meios de pagamento

Está sendo lançado neste dia 25 o mais novo paper produzido pela parceria entre MIT Sloan Management Review Brasil e CI&T. O foco da investigação sobre os impactos da tecnologia e dos dados, desta vez, é o mercado de meios de pagamento. Como escreve a jornalista Dora de Oliveira, o Pix apenas abriu a porteira. Ela conversou com o diretor de regulação do Banco Central, Otávio Damaso, que conta como o tripé “Pix, open banking e real digital” está servindo de base e estímulo a esse novo ciclo de inovação e quais são os objetivos a serem alcançados com isso.

Uma das conclusões do paper é de que não há muito tempo para organizações financeiras e não financeiras entrarem nessa onda de inovação; o ano de 2024 tem tudo para ser o ano da virada do mercado de pagamentos. “Haverá uma espécie de seleção natural a partir de 2024. As empresas brasileiras do setor financeiro têm de ser mais ágeis se quiserem ter um lugar ao sol”, diz Leandro Duran, executivo da empresa de soluções digitais CI&T que é responsável por estratégia digital. E isso vale para empresas não financeiras também. Como comenta Guilherme Tenuta, diretor de produtos financeiros digitais do Grupo Boticário, “toda empresa se torna uma empresa de meios de pagamento”.

O paper não se limita a relacionar as principais tendências, oportunidades e desafios que com que as empresas devem se deparar nesse movimento do mercado, ou as boas práticas a seguir. Ele também traz cases inspiradores (e que servem como benchmarking) do que várias empresas estão fazendo para inovar a partir do futuro que projetam, do Itaú-Unibanco e do Santander às Lojas Renner, do Elo e da Cielo ao C6 Bank, passando pelo BV (ex-Banco Votorantim). Guilherme Horn, do BV, conta, por exemplo, sobre a criação do BV lab, incubadora de novos produtos e serviços, com o qual o banco testa tecnologias novas – e que tem um braço em Israel, a nação startup por excelência.

A previsão do ano de 2024 como um marco parece ser bem realista, segundo todos os entrevistados do paper, porque o Brasil está andando mais rápido do que o restante do mundo na inovação dos meios de pagamento, acelerado pela ampla adoção do Pix. Mas o restante do mundo também não tem muito tempo para mudar: provavelmente, até 2030 veremos um mercado de pagamentos global bastante transformado.

Se você quiser saber mais, pode baixar o paper aqui.

Compartilhar:

Autoria

Redação MIT Sloan Review Brasil

Artigos relacionados

Imagem de capa Começa a era dos relatórios de sustentabilidade mais rigorosos e transparentes

Xtended

01 Março | 2024

Começa a era dos relatórios de sustentabilidade mais rigorosos e transparentes

Novas diretrizes para as prestações de contas obrigatórias demandarão das organizações competências e habilidades que apresentem para investidores e outros stakeholders uma visão mais clara sobre o futuro do negócio. Confira orientações

Richard Barker

13 min de leitura

Imagem de capa A importância do "S" na estratégia ESG

Coprodução MITSMR + Betterfly

29 Fevereiro | 2024

A importância do "S" na estratégia ESG

Líderes têm o desafio de colocar o pilar social na ordem do dia. Nova pesquisa Latam mostra as oportunidades que começam com os próprios colaboradores

Denise Turco

5 min de leitura

Imagem de capa Desenvolvimento de líderes deixa a desejar? Dá para mudar isso Assinante

Liderança, time e cultura

29 Fevereiro | 2024

Desenvolvimento de líderes deixa a desejar? Dá para mudar isso

Programas de liderança falham na entrega de resultados relevantes para executivos e organizações; contratantes falham na avaliação desse tipo de serviço. O estudo de programas e de empresas como Ericsson, Microsoft, Philips e Siemens nos ensina a distinguir os três pontos focais que garantem o sucesso. E a fazer seis perguntas-chave para separar o joio do trigo

Hannes Leroy, Moran Anisman-Razin e Jim Detert
Imagem de capa O pensamento do design e o marketing se encontramAssinante

Marketing e vendas

29 Fevereiro | 2024

O pensamento do design e o marketing se encontram

Conheça abordagem de sete passos que busca unir marketing e design para aprofundar o conhecimento sobre os clientes, entendendo seus comportamentos, atitudes e valores, além de segmentá-los melhor e gerar mais valor para os negócios

Socorro Macedo
Imagem de capa Faça dos funcionários  seus aliadosAssinante

Gestão de pessoas

29 Fevereiro | 2024

Faça dos funcionários seus aliados

Parece óbvio, mas muitos gestores esquecem que o sucesso (ou fracasso) de uma empresa depende também dos empregados. Pesquisa inédita mostra que envolvê-los em decisões estratégicas pode ser um bom negócio para todos. E, de quebra, ainda evita disputas trabalhistas desgastantes

Ayze Karaevli e Serden Özcan