Marketing e vendas

Tendências de marketing para 2020

As marcas que conhecem melhor seus clientes a ponto de lhes proporcionar a experiência certa ganham sua lealdade, segundo uma pesquisa. Confira essa e outras nove diretrizes para o ano

Compartilhar:
Artigo Tendências de marketing para 2020

Prognósticos são importantes em qualquer área hoje, porque, ao antecipar ações, ganha-se vantagem competitiva. E hoje também o mercado tolera mais erros do que costumava tolerar. As metodologias ágeis e o conceito de fail fast deram aos executivos um lastro mais amplo para teste. O avanço da tecnologia e o menor custo de desenvolvimento viabilizaram mais testes em sistemas, e a impressão 3D reduziu drasticamente valores da elaboração de protótipos. Com menor custo total, mais testes e o aumento do número de testes inevitavelmente traz inovação. 

Por isso, analisar cenários e avaliar tendências vira uma obrigação de todo executivo que tem interesse em manter sua empresa competitiva. O objetivo desta primeira coluna do ano é expor iniciativas que podem ser validadas pelas organizações sem que haja necessidade de aprofundamento em nenhuma delas; elas ditarão os próximos passos do marketing em 2020.

1) Customer experience

Np ambiente de maior competição, a experiência do cliente se consolida como um diferencial e promete ser uma forte tendência de marketing em 2020. Ao criar experiências para o público, as empresas criam um vínculo com ele e se diferenciam de seus concorrentes. A segunda edição da pesquisa global Deliver the CX They Expect: Customer Experience Trends, da Acquia, mostrou que, para 80% dos consumidores, as marcas que os conhecem melhor ganham sua lealdade. Agora, já não mais basta vender e convencer a comprar -  o consumidor quer mais. 

2) Conteúdo visual

De acordo com uma edição recente da _Demand Gen Repor_t, 91% dos consumidores preferem conteúdo interativo e visual em vez de mídia estática, baseada em texto. Com o boom das pesquisas por voz e redes como Instagram e Pinterest nos últimos anos, esse é um movimento que o mercado deve ter atenção. As estratégias visual-first abrangem diversos tipos de conteúdo, como fotos, infográficos e animações, e podem agregar diferentes valores às estratégias de marketing.

3) Transformação estratégica de marketing

O ano de 2020 marcará a chance para que as empresas pensem além do que estão fazendo e alinhem suas metas de marketing aos objetivos gerais do negócio. Transformação estratégica de marketing é o processo de traçar um plano estratégico e alterar processos e procedimentos fundamentais de negócios. Esse movimento de mudança, aliada às novas tecnologias, permite que as empresas melhorem seus serviços e experiência com o usuário, aumentando o reconhecimento e a reputação da marca e, consequentemente, sua receita.

4) Pesquisa por voz

Em 2018, a ComScore estimava que, em 2020, metade de todas as consultas de pesquisa seriam baseadas em voz. Embora ainda uns passos atrás desse percentual, o momento de glória da funcionalidade chegou. A tecnologia mostra-se em exponencial crescimento e com sinais de que continuará a ser uma grande influência para marcas criarem conteúdo e se comercializam online. Com cerca de um quarto das residências nos EUA possuindo Google Home, Amazon Echo ou outro alto-falante inteligente e 61% das pessoas entre 25 e 64 anos já usando um dispositivo de voz e pretendendo usá-lo ainda mais no futuro, fica evidente que esse é um caminho sem volta. A voz guiará o mercado daqui para a frente.

5) Automação baseada em IA

Finalmente é chegada a era dos robôs? Com a estimativa de 12% de crescimento ao ano entre 2020 e 2022, os avanços da Inteligência Artificial permitirão que as empresas a utilizem na automação de alguns esforços e, também, aplicá-la ao marketing. Por trás de tecnologias como pesquisa por voz e chatbots, a IA tem auxiliado a otimizar processos de marketing, possibilitando um maior foco às estratégias e criação de melhores experiências para o consumidor. 

6) Vídeo ao vivo

Com um dispositivo móvel e acesso à rede é possível realizar transmissões ao vivo, de qualquer lugar e a qualquer hora. Essa pode ser uma ferramenta valiosa para marcas e negócios que querem se destacar em 2020. Levantamento da empresa Livestream mostrou que 80% dos usuários preferem assistir a uma transmissão ao vivo de uma marca do que ler um post de blog. O vídeo ao vivo é ótimo para chamar a atenção do público-alvo nas redes sociais, por exemplo, gerando o senso de urgência de consumo daquele conteúdo. E não se trata apenas de entretenimento: 90% dos consumidores afirmam que os vídeos ajudam a tomar decisões de compra.

7) Propósito claro

Ter um objetivo claro é de extrema importância para qualquer negócio. Ainda mais: deixar o propósito claro para o público e valorizar sua força de trabalho pode impactar positivamente os negócios. As empresas conseguem manter seus funcionários por mais tempo e 55% dos consumidores acreditam que empresas precisam agir em causas ligadas a seu propósito. Organizações que lideram com propósito constroem um ecossistema possível de criar conexões e empatia com seus colaboradores, consumidores, comunidade e na atração e retenção de talentos. Todos esses elementos integrados possibilitam maiores e melhores resultados.

8) Combinação de negócios

A convergências de ecossistemas tem permitido que outros modelos de negócio se estruturem. Com maiores níveis de colaboração, simplicidade e, até mesmo, rompimento de padrões, a fusão de diferentes indústrias faz com que sejam ativadas novas habilidades e percepções dentro das empresas. Ainda, abre caminho para uma participação para além das indústrias tradicionais, podendo abrir caminho para um novo espaço competitivo.

9) Lifecycle marketing

Mesmo que a jornada do usuário viva um momento bem menos linear, não é possível descartar o caminho já conhecido: conscientização, aumento de leads e prospects de clientes. O digital tem um papel fundamental na entrega efetiva desses pontos, principalmente na criação de uma experiência unificada para o cliente. Ao levar em consideração a comunicação do ponto de vista do consumidor durante sua jornada, é possível criar estratégias de contato ativas constantemente, que, coordenadas para todo o ciclo de vida dele, permitem o aumento da retenção e das conversões. Mais um elemento que pode fazer a diferença em 2020.

10) Privacidade do consumidor

Se em 2019 os escândalos de vazamentos de dados, o direito à privacidade digital e regulamentações mundo à fora, como a LGPD, em 2020 o marketing vai encarar seus desafios próprios quanto ao tema. Daqui para a frente, o setor precisará rever estratégias e seus argumentos quanto aos níveis de coleta e armazenamento dos dados de seus usuários. Além do mais, quais serão as “moedas de troca” para ter em seus bancos as peculiaridades dos consumidores – sejam por entregas mais segmentadas, cashback ou conteúdo de valor – a negociação com o usuário terá que ser outra. Dialogar com essa nova área que surge dentro das empresas, como os profissionais de data protection officer (DPO), ou encarregados de proteção de dados, será o diferencial para quem quer ganhar mercado sem furar a legislação.

SEJA BEM-VINDO, 2020!

Embora muitas das tendências aqui exploradas devam acontecer de maneira mais contundente em lugares como EUA, China e países europeus, elas vão começar a ser faladas e aplicadas no Brasil em 2020. Então, para quem quer estar na vanguarda, é imprescindível ficar de olho nesses itens para se destacar competitivamente. 

E você, o que acha? Em que nível de inovação a sua empresa está e o que que vai, de fato, modificar suas operações?

Compartilhar: